42% da advocacia brasileira atua exclusivamente no interior dos estados

42% da advocacia brasileira atua exclusivamente no interior dos estados

O primeiro Estudo Demográfico da Advocacia Brasileira (Perfil ADV), realizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) a pedido do Conselho Federal da OAB, revela que 42% dos advogados brasileiros atuam exclusivamente no interior dos estados. Este número é levemente inferior à parcela de profissionais presentes nos centros urbanos (46%). Os que trabalham em ambas as áreas representam 11% do total.

Diante desta significativa parcela da advocacia que atua fora das capitais, a OAB desenvolve ações baseadas no Plano Nacional de Interiorização da Advocacia, a fim de equalizar essas diferentes realidades. Em 2022, a criação da Coordenação Nacional de Interiorização da Advocacia do CFOAB norteou os trabalhos pela promoção da unificação de condições, estruturas e informações da advocacia pelo país.

Nesse sentido, um grupo de trabalho liderado pelo coordenador nacional de Interiorização da Advocacia da OAB, identificou os locais que mais precisavam de apoio. O grupo conta com cinco coordenadoras-adjuntas e 27 coordenadores regionais de interiorização, um em cada estado.

Nesses dois anos, desde a instituição do Plano Nacional de Interiorização da Advocacia, já foram realizadas mais de 200 inaugurações e revitalizações, além de mais de 150 renovações de espaços e mil computadores instalados. Entre as ações também estão a realização de cursos de capacitação em parceria com a Escola Superior de Advocacia (ESA), e a Caravana Mais Prerrogativas pelo Brasil, projeto itinerante que visa defender e fiscalizar as prerrogativas da advocacia brasileira.

A preocupação com esses profissionais é um dos principais focos da atual gestão do CFOAB, como destaca o vice-presidente da OAB Nacional e coordenador da pesquisa, Rafael Horn. “A execução do Plano Nacional de Interiorização é um dos grandes legados da atual gestão. Conseguimos aproximar o Conselho Federal dos milhares de advogados que atuam fora dos centros urbanos, seja com a construção de sedes ou entrega de material. Os dados do Perfil ADV confirmam que estamos no caminho certo e com o olhar voltado para essa parcela da categoria.”

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *