Junto há 5 anos, casal sai do aluguel após adquirir casa pelo SER Família Habitação e planeja filhos: “Realizando nosso sonho”

Junto há 5 anos, casal sai do aluguel após adquirir casa pelo SER Família Habitação e planeja filhos: “Realizando nosso sonho”

Após cinco anos de casamento, Jackson William Claudiano dos Santos, um consultor de serviços, e Gisele de Souza, uma professora, finalmente saíram do aluguel. Eles receberam as chaves da casa nova do Governo de Mato Grosso e agora planejam expandir a família. O casal faz parte dos 75 beneficiados com uma residência no Residencial São Tarcísio, em Juína, através do programa SER Família Habitação, idealizado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes.

“Minha esposa e eu estamos extremamente felizes por receber essa casa. Estamos realizando o sonho da casa própria. Com esse apoio do Governo, fomos privilegiados. Só temos a agradecer. Agora, vamos nos esforçar para aumentar a família”, afirmou Jackson.

A casa foi adquirida na modalidade Entrada Facilitada, em que o Governo do Estado oferece um subsídio de até R$ 20 mil para cada família.

Agora que não precisam mais pagar aluguel, o casal afirmou que a renda familiar vai melhorar e planejam economizar dinheiro.

“Estamos realizando o sonho da nossa família”, destacou Gisele.

Até agora, mais de 12 mil unidades habitacionais foram contratadas pelo programa SER Família.

“O programa SER Família Habitação tem sido de extrema importância para melhorar a qualidade de vida das famílias, proporcionando moradia e esperança. Não há nada mais importante do que ter um lar, e esse projeto, realizado com muita dedicação, está tornando os sonhos de muitas pessoas realidade. Essa ideia nasceu no meu coração, e sou grata por o Governo do Estado ter abraçado essa proposta”, afirmou a primeira-dama Virginia Mendes.

O programa

O programa SER Família Habitação oferece um subsídio para a entrada e simplifica consideravelmente o processo para beneficiários que muitas vezes não conseguem adquirir uma casa por não possuírem o valor necessário para a entrada.

Esse subsídio pode ser complementado com outros auxílios, como os do programa federal Minha Casa, Minha Vida, e também pode ser aumentado com recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), de acordo com os critérios estabelecidos pela Caixa Econômica Federal (CEF).

O programa é destinado a famílias com renda entre dois salários mínimos e R$ 8 mil que não possuem imóvel próprio. Atualmente, existem mais de 10 mil unidades habitacionais credenciadas nessa categoria em Mato Grosso.

Os interessados devem se cadastrar no Sistema de Habitação do Estado de Mato Grosso (SihabMT), acessível por meio do site da MT Par. Após o cadastro, o sistema indica os empreendimentos disponíveis na região selecionada, permitindo que o usuário manifeste interesse e obtenha o Comprovante de Cadastro de Interesse (CCI). Com o CCI em mãos, o próximo passo é entrar em contato com uma construtora para dar continuidade à compra. O processo inclui quatro etapas essenciais: cadastro no SihabMT, manifestação de interesse, impressão do CCI e contato com a construtora.

O SER Família Habitação é dividido em quatro faixas de renda: faixa 0 para famílias sem renda, inscritas no Cadastro Único; faixa 1 para renda de até R$ 2.640; faixa 2 para renda familiar bruta de R$ 2.640 a R$ 4,4 mil; e faixa 3 para renda mensal de R$ 4,4 mil a R$ 8 mil. Enquanto as faixas 1, 2 e 3 são elegíveis para a modalidade “Entrada Facilitada”, a faixa 0 é atendida por meio da doação de casas, um projeto gerenciado pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc).

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *