À espera do Fed, dólar fecha acima de R$ 5,00 pela 1ª vez desde outubro

À espera do Fed, dólar fecha acima de R$ 5,00 pela 1ª vez desde outubro

Por mais um dia em Wall Street, fechando em 5,0259 e registrando um aumento de 0,56% em relação ao dia anterior. essa performance foi impulsionada por uma série de fatores, including a alta das taxas dos Treasuries, que renovaram máximas à tarde, e a valorização de commodities com dados positivos da China.

O real, apesar de ter sofrido uma leve queda em relação ao dólar, ainda assim se manteve estável em relação às outras divisas. Esse comportamento é atribuído à expectativa de que o Banco Central do México (Banxico) possa iniciar um ciclo de corte da taxa de juros, o que poderia afetar a economia do país.

A atenção do mercado agora se voltará para a decisão do Federal Reserve (Fed) sobre a política monetária, que será anunciada nesta semana. A expectativa é que o Fed manterá os juros na faixa entre 5,25% e 5,50%, mas as projeções dos dirigentes para indicadores econômicos e da taxa básica no fim do ano poderão causar alguma inquietação.

O índice DXY, que mede a performance do dólar em relação a uma cesta de seis divisas fortes, operou em leve alta ao longo do dia, com máxima aos 103,649 pontos. Já o iene teve comportamento instável em relação à moeda norte-americana, em meio à expectativa de que o Banco Central do Japão (BoJ) possa dar, nesta terça-feira, o primeiro passo para encerrar a era de taxas de juros negativas.

Em resumo, o dólar continua a se fortalecer em virtude da alta das taxas dos Treasuries e da valorização de commodities, enquanto o real se manteve estável em relação às outras divisas. A atenção do mercado agora se volta para a decisão do Fed e como isso pode afetar a economia global.

- -

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *