Preso Pela PJC neto que furtava e ameaçava avó para sustentar vício em drogas

Preso Pela PJC neto que furtava e ameaçava avó para sustentar vício em drogas

Pela equipe da Delegacia Especializada da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande. O indivíduo, de 27 anos, é usuário de drogas e vinha furtando e ameaçando sua avó para obter dinheiro e sustentar seu vício. A ação faz parte da Operação Átria, promovida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, com o objetivo de combater a violência contra a mulher.

A vítima, uma mulher de 76 anos residente na cidade de Nossa Senhora do Livramento, procurou a Delegacia da Mulher de Várzea Grande no início de março para relatar que estava sendo constantemente perseguida por seu neto. Ela informou que havia obtido uma medida protetiva contra o suspeito, mas essa medida havia expirado no final de fevereiro.

De acordo com informações, no ano de 2023, o suspeito invadiu a residência da avó e furtou vários objetos, como um liquidificador, um botijão de gás, roupas, uma caixa de som e outros itens. Em agosto do mesmo ano, ele se trancou na casa da avó, impedindo que ela entrasse, e afirmou que ele era o dono da casa.

Em fevereiro de 2024, enquanto a medida protetiva ainda estava em vigor, o suspeito entrou em contato com a vítima exigindo o cartão de aposentadoria dela. Diante da recusa da avó, o suspeito passou a fazer várias ameaças, incluindo a ameaça de incendiar a casa, argumentando que ele deveria ser o dono.

Com base nas evidências apresentadas, foi solicitado um mandado de prisão preventiva contra o suspeito, que foi concedido pela Justiça e cumprido pela equipe da Delegacia da Mulher de Várzea Grande. O suspeito foi localizado na cidade de Nossa Senhora do Livramento, onde a ordem de prisão foi executada.

Foto: Christiano Antonnucci/Secom-MT/Ilustrativa

 

 
 

 

- -

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *