Decon deflagra operação contra suspeita de enganar mais de 60 famílias na compra de casa própria

Decon deflagra operação contra suspeita de enganar mais de 60 famílias na compra de casa própria

A Polícia Civil iniciou a Operação Aprov Card com o objetivo de investigar V. C. B. D.P., uma mulher de 58 anos, suspeita de envolvimento em crimes relacionados ao consumo e gestão fraudulenta ou temerária de uma empresa de empréstimos, financiamento de construções e venda de imóveis a prestações. A investigada é acusada de criar o “Projeto Moradia Independente”, no qual oferecia financiamento próprio de residências para pessoas e famílias de baixa renda, sem a necessidade de comprovação de renda e mesmo para aqueles com baixo score ou com histórico negativo.

Na promessa, ela se comprometia a adquirir terrenos em áreas privilegiadas de Cuiabá e Várzea Grande para construir casas utilizando o método de construção em steel frame. O pagamento seria feito em até 360 parcelas, com juros e correção monetária praticamente inexistentes. No entanto, mesmo após cerca de 60 pessoas e famílias de baixa renda terem contratado o financiamento, a suspeita não adquiriu nenhum terreno nem deu início às construções dos imóveis.

Durante a operação, um mandado de busca e apreensão foi cumprido na residência da suspeita, juntamente com ordens judiciais para suspender as atividades econômicas da empresa em seu nome e bloquear seus bens e valores, totalizando R$156.113,25. Caso seja condenada, a suspeita poderá enfrentar uma pena de até 15 anos de prisão, além de multa.

As vítimas prejudicadas pelo “Projeto Moradia Independente” e outros crimes relacionados ao consumo podem entrar em contato com a Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon) em Cuiabá. Eles têm a opção de comparecer pessoalmente ou utilizar os canais de comunicação disponibilizados, como registrar um boletim de ocorrência em qualquer Delegacia de Polícia Civil do Estado de Mato Grosso ou utilizar a Delegacia Virtual (https://portal.sesp.mt.gov.br/delegacia-web/pages/home.seam). Também é possível entrar em contato com a Decon pelos telefones (65) 3613-8923, pelo e-mail decon@pjc.mt.gov.br ou fazer uma denúncia anônima ligando para o número 197 da Polícia Civil.

Foto : PCMT

VEJA TAMBÉM O VÍDEO ABAIXO

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *