Sefaz e Polícia Civil criam grupo de trabalho para combater golpes envolvendo o Nota no Mato Grosso e IPVA

Sefaz e Polícia Civil criam grupo de trabalho para combater golpes envolvendo o Nota no Mato Grosso e IPVA

 Foto: Sefaz

A Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz) e a Polícia Civil (PJC) estabeleceram uma parceria para combater os golpes relacionados ao Programa Nota MT e ao Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do Governo de Mato Grosso. Essa colaboração foi criada devido às denúncias de tentativas de fraudes envolvendo os sorteios do Programa Nota MT e os pagamentos do IPVA. O grupo de trabalho será responsável por desenvolver estratégias e realizar ações conjuntas para prevenir essas fraudes, conscientizando os cidadãos sobre as precauções a serem tomadas e garantindo a integridade dos sorteados no Nota MT e dos contribuintes.

O secretário adjunto de Projetos Estratégicos da Sefaz, Vinícius Simioni, afirmou que o objetivo é oferecer segurança nas operações realizadas pelos usuários do Nota MT e pelos contribuintes do IPVA. Ele ressaltou o aumento significativo no número de denúncias de golpes e destacou a importância da ação conjunta para evitar que os contribuintes sejam vítimas dessas artimanhas, e caso sejam prejudicados, o Estado possa intervir de forma rápida e eficiente contra os criminosos.

O delegado da Delegacia Especializada de Crimes Fazendários (Defaz), Walter de Melo, ressaltou que a campanha de conscientização ajudará os cidadãos a identificar os golpes e agir de maneira apropriada. Será criado um grupo de trabalho responsável por desenvolver uma campanha educativa sobre os tipos de golpes que estão sendo aplicados usando o Nota MT, além de fornecer aos cidadãos mecanismos para denunciar caso sejam vítimas dessas fraudes.

Além dos representantes da Sefaz, participaram da reunião a Delegacia Fazendária (Defaz), a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI) e a Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes. Em caso de dúvidas sobre o Programa Nota MT, os usuários podem entrar em contato pelo telefone (65) 3617-2704, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h. A PJC recomenda que, em casos de golpes, as vítimas registrem um Boletim de Ocorrência em uma delegacia presencial ou virtual, ou ainda entrem em contato com a DRCI através do Canal do WhatsApp pelo número (65) 98173-0544.

 

VEJA TAMBÉM O VÍDEO ABAIXO

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *