Professores e técnicos do IFMT entram em greve por reestruturação de carreiras e recomposição salarial

Professores e técnicos do IFMT entram em greve por reestruturação de carreiras e recomposição salarial

Os professores e técnicos administrativos do Instituto Federal de Mato Grosso, nos campi Cuiabá Cel. Octayde Jorge da Silva e São Vicente, decidiram aderir à greve geral como parte do movimento nacional promovido pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe). A greve terá início em 4 de abril em Cuiabá e em 3 de abril em São Vicente, e não há um prazo definido para o fim da paralisação das atividades.

As demandas da categoria incluem a reestruturação das carreiras dos professores e técnicos administrativos, bem como o reajuste salarial para o ano de 2024. Ivo da Silva, presidente do Sinasefe MT, afirmou que a greve foi aprovada por unanimidade no campus Cuiabá e divulgada nas redes sociais do Instituto em São Vicente.

O Sinasefe comunicou oficialmente que estava em negociação com o Governo Federal e que havia sido informado que a categoria receberia uma resposta até 29 de março. No entanto, a ministra do Planejamento, Simone Tebet, teria indicado que as demandas só seriam atendidas em maio. Os grevistas contestam esse prazo, argumentando que esperar até maio pode comprometer os recursos disponíveis no superávit de arrecadação do Governo Federal, que estão sendo disputados.

VEJA TAMBÉM O VÍDEO ABAIXO

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *