Mês da Mulher é marcado por ações de combate a violência doméstica

Mês da Mulher é marcado por ações de combate a violência doméstica

Encerrando as atividades do Mês da Mulher, a Secretaria de Assistência Social e Habitação de Lucas do Rio Verde promoveu uma extensa programação para conscientizar sobre os diferentes tipos de violência doméstica e divulgar os canais de denúncia disponíveis. No último dia 27-03-2024, como parte das ações, foram realizadas rodas de conversa com mulheres que estão recebendo acompanhamento dos serviços nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) dos territórios I e II. Essa programação faz parte do evento chamado Dia D – Assistência Social no Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, uma iniciativa da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), que foi implementada em Lucas do Rio Verde. “Foram ações intensas para informar sobre a gravidade da violência doméstica e dar voz às mulheres que já passaram por isso. A ação da Setasc veio somar-se aos nossos esforços para encerrar o mês temático”, afirmou a Secretária de Assistência Social e Habitação, Janice Ribeiro.

Outras atividades realizadas ao longo do mês incluíram o “Momento Mulher”, que reuniu mulheres servidoras públicas e da sociedade para promover diversão e confraternização, com o objetivo de trabalhar a autoestima. Além disso, o Núcleo de Violência Doméstica organizou uma palestra com a delegada de polícia de Mato Grosso, Dra. Juda Marcondes, abordando o tema “Violência Doméstica Contra a Mulher: Feminicídio, Fatores de Risco e Violência Psicológica”, realizada no auditório do Paço Municipal em 11 de março.

Uma parceria entre a senadora Margareth Buzzetti, a Secretária de Assistência Social e Habitação Janice Ribeiro e a presidente da Câmara Municipal, vereadora Sandra Barzotto, resultou na realização de uma Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos (CDH) com o tema “Você não está sozinha – Debatendo o combate à violência doméstica”, com a participação de autoridades nacionais e estaduais, incluindo a primeira-dama do Estado, Virgínia Mendes. O evento foi transmitido ao vivo pela TV Senado.

mes da mulher e marcado por acoes de combate a violencia domestica interna 2 2024 03 28 614236678

Projeto Precisamos Falar com servidores públicos (Foto: Ascom Prefeitura/Maíra Matos)

Foram promovidas palestras nas comunidades de São Cristóvão, Groslândia e Itambiquara pela equipe itinerante do Cras, abordando a falta de reconhecimento do trabalho doméstico e a sobrecarga no cuidado com os filhos. O Projeto Necessitamos Dialogar – encontros em formato de roda de conversa realizados pela equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) – promoveu 15 reuniões, incluindo 3 momentos direcionados aos homens do Paço Municipal. O objetivo desses encontros é discutir exclusivamente sobre a violência doméstica com o público masculino.

Além disso, foram organizadas reuniões com mulheres em diferentes bairros e grupos específicos da sociedade, com a finalidade de criar um ambiente íntimo para abordar o assunto em questão. Essas iniciativas visam proporcionar um espaço seguro e acolhedor para que as mulheres possam compartilhar suas experiências e discutir questões relacionadas à violência doméstica.

mes da mulher e marcado por acoes de combate a violencia domestica interna 3 2024 03 28 550261875

Roda de conversa Momento Mulher nos bairros (Foto: Ascom Prefeitura/Maíra Matos)

No dia 28 de março, o Espaço V.i.d.a.s (Valorização, Inclusão, Desenvolvimento Humano e Acolhimento dos Servidores) promoveu um encontro com mulheres servidoras públicas, que contou com uma palestra e uma roda de conversa para discutir o tema “O papel único da mulher e seus riscos”. O evento foi conduzido por psicólogas que trabalham no Espaço V.i.d.a.s.

No mesmo dia, pela manhã, no Pátio de Obras da Prefeitura, foi realizado o projeto “Papo de Homem pra Homem”, organizado pela Polícia Judiciária Civil de Lucas do Rio Verde. O objetivo foi conscientizar e reduzir a falta de conhecimento sobre a Lei Maria da Penha, além de sensibilizar o público masculino. “É importante ressaltar a necessidade de realizarmos esses eventos todos os anos, com ações que promovam a conscientização da nossa sociedade e enfatizem a importância do tema. Homens e mulheres devem unir-se para combater efetivamente a violência doméstica, que afeta tantas pessoas, principalmente mulheres e crianças”, concluiu a Secretária de Assistência Social e Habitação, Janice Ribeiro.

Essas iniciativas visam criar espaços de diálogo e conscientização, tanto para as mulheres quanto para os homens, com o objetivo de combater a violência doméstica e promover uma sociedade mais segura e igualitária. Através de palestras, rodas de conversa e sensibilização, busca-se fortalecer a união entre gêneros e promover uma cultura de respeito e igualdade.

- -

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *