Mato Grosso investe para combater crimes ambientais

Mato Grosso investe para combater crimes ambientais

O governador Mauro Mendes anunciou que o estado de Mato Grosso, no Brasil, começará a utilizar inteligência artificial para evitar casos de desmatamento químico, como o que foi detectado recentemente na Operação Cordilheira, realizada pela Polícia Civil. Ele afirmou que os sistemas do estado serão configurados para detectar qualquer alteração no bioma, incluindo casos de desmatamento químico, além do desmatamento tradicional com máquinas. O objetivo é utilizar a inteligência artificial para identificar e prevenir crimes ambientais.

Mato Grosso tem investido em várias iniciativas para combater crimes ambientais, como o uso de satélites para monitoramento em tempo real. O estado também está trabalhando em colaboração com o estado de Mato Grosso do Sul na preservação do Pantanal, incluindo no combate a incêndios florestais.

O governador ressaltou a necessidade de leis mais rigorosas e defendeu a perda de terras em casos de crimes ambientais, como o desmatamento ilegal. Ele afirmou que os instrumentos legais existentes não são suficientes para mudar a cultura da sociedade e que medidas disruptivas são necessárias para romper com esse paradigma.

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, também enfatizou a importância da parceria entre os governos estaduais e federal, juntamente com o uso de tecnologias, para combater a criminalidade ambiental. Ela destacou que a atuação conjunta dos governos envia uma mensagem de que os criminosos não terão para onde fugir e diminui a expectativa de impunidade.

O governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, ressaltou que a assinatura do termo de cooperação entre os estados demonstra o comprometimento com a preservação do Pantanal e a criação de uma cultura de proteção permanente.

O termo de cooperação assinado entre os governos federal e estaduais tem como objetivo unificar as leis relacionadas ao uso dos recursos naturais do Pantanal e estabelecer um plano integrado de prevenção, preparação, resposta e responsabilização em relação a incêndios florestais.

O evento contou com a presença de autoridades do governo de Mato Grosso, incluindo os secretários de Segurança e Meio Ambiente, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros e um promotor de Justiça do Ministério Público estadual.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *