Governador Mauro Mendes diz Emanuel Pinheiro além de corrupto “Está no final da carreira e atolado na lama”

Governador Mauro Mendes diz Emanuel Pinheiro além de corrupto “Está no final da carreira e atolado na lama”

O debate político entre o governador Mauro Mendes e o prefeito Emanuel Pinheiro envolve uma intensa disputa entre dois líderes de partidos opostos (União e MDB) em Mato Grosso.

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) acusou o governo estadual de Mauro Mendes (União) de bloquear a liberação de R$ 60 milhões em emendas parlamentares destinadas à saúde de Cuiabá, feita pelo deputado federal Emanuelzinho, filho do prefeito. Ele caracterizou essa ação como um “boicote à saúde da capital”.

Em resposta, o governador Mauro Mendes rejeitou veementemente essa acusação, chamando o prefeito de “mentiroso” e “fanfarrão” com uma “carreira política trágica” marcada por “grandes escândalos de corrupção”.

Mendes alega ter dados que comprovam que Pinheiro mentiu sobre os números de atendimentos de saúde em Cuiabá, afirmando que a capital não sustenta sozinha o sistema de saúde estadual, como o prefeito alega.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, o estado emitiu um parecer técnico favorável ao incremento de R$ 60 milhões, contrariando a afirmação do prefeito de Cuiabá. A diretora do Escritório Regional de Saúde da Baixada Cuiabana, Claudia Moreno, também confirmou que o repasse foi aprovado conforme a ementa específica.

Fica evidente um embate político acirrado entre os dois líderes, com acusações mútuas de mentiras e má gestão, adotando uma postura bastante dura e confrontativa.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *