Esposa de advogado e amante são condenados em Tangara da Serra Mato Grosso

Esposa de advogado e amante são condenados em Tangara da Serra Mato Grosso

O juiz Jorge Alexandre Martins Ferreira, responsável pela 1ª Vara Criminal de Várzea Grande, expôs detalhes da premeditação do assassinato do advogado e servidor público Edson Vicente da Costa, residente em Tangará da Serra. O magistrado presidiu o julgamento de Carla Fernanda Toloi Ferreira da Costa, esposa da vítima, e Anderson Fabiano Pereira, amante de Carla, pelos delitos relacionados à morte de Edson Vicente da Costa.

Conforme mencionado pelo juiz, o crime foi meticulosamente planejado, e o casal também tentou encenar um roubo seguido de morte. O documento revela que Anderson adquiriu a arma de fogo calibre .38, utilizada no homicídio, apenas dois meses antes do ocorrido, utilizando o dinheiro fornecido por Carla. Interceptações telefônicas e a quebra de sigilo telefônico revelaram diversas ligações entre Anderson e Carla, incluindo chamadas para um número registrado em nome de um advogado que possui escritório no mesmo local que o pai de Carla.

Outros indícios de premeditação incluem pesquisas realizadas por Anderson sobre rastreamento de dispositivos móveis, a regularização do plano funerário de Edson por parte de Carla pouco antes do crime e o conhecimento minucioso da rotina da vítima por parte de Carla. O juiz ressalta ainda que a simulação do crime de roubo seguido de morte tinha como objetivo dissimular o verdadeiro propósito dos acusados e preservar o relacionamento extraconjugal entre eles.

Anderson encontra-se detido desde 17 de junho de 2021, enquanto Carla foi presa em 21 de junho do mesmo ano. O juiz também destaca a perda sofrida pela família de Edson, uma vez que ele desempenhava um papel fundamental no suporte familiar, especialmente para seus pais idosos, incluindo o pai de Edson, que sofria de Alzheimer. A vítima deixou três filhos, sendo um deles menor de idade.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *