CBF diz que não joga mais sem VAR após polêmicas contra Espanha

CBF diz que não joga mais sem VAR após polêmicas contra Espanha

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, fez uma declaração enfática sobre a necessidade do uso do VAR (Sistema de Assistência ao Árbitro) em jogos da seleção brasileira. Segundo ele, a entidade não aceitará mais jogos sem o uso desse sistema, especialmente após o controverso jogo contra a Espanha, que acabou em 3 a 3.

Durante a partida, o árbitro António Nobre marcou dois pênaltis polêmicos a favor da Espanha, o que gerou indignação entre os jogadores, comissão técnica e dirigentes brasileiros. A falta de VAR foi vista como uma das causas desses erros de arbitragem, e a CBF decidiu tomar medidas para evitar que situações semelhantes voltassem a ocorrer.

Ednaldo Rodrigues afirmou que a CBF irá comunicar para a Fifa que os jogos da seleção brasileira, bem como outros amistosos, devem ter obrigatoriedade de utilizar o VAR. Ele destacou que a decisão de não usar o auxílio ao árbitro foi tomada pela Federação Espanhola (RFEF) e pela Uefa, e que a CBF não aceitará mais essa situação.

O técnico Dorival Júnior e os jogadores Bento, Savinho e Andreas Pereira também se uniram às reclamações, defendendo a implantação do VAR em todas as partidas de alto nível. Eles argumentaram que o sistema ajudaria a evitar erros de arbitragem e garantir a justiça no futebol.

Em resumo, a CBF está determinada a garantir que o VAR seja utilizado em todos os jogos da seleção brasileira e outros amistosos, a fim de evitar polêmicas e garantir a justiça no futebol. A entidade considera que a ausência do VAR em jogos de alto nível é estranha e pode ter resultado em um outcome diferente.

POR FOLHAPRESS/ Foto: reprodução/TV Globo

VEJA TAMBÉM O VÍDEO ABAIXO

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *