Vereador de Cuiabá Paulo Henrique nega envolvimento com facção criminosa por meio de casa de shows

Vereador de Cuiabá Paulo Henrique nega envolvimento com facção criminosa por meio de casa de shows

O vereador Paulo Henrique nega qualquer ligação com esquemas de lavagem de dinheiro ou influência na liberação de eventos por casas de show, que estão sob investigação por supostos vínculos com o crime organizado em Mato Grosso. Ele afirma que tais atribuições não fazem parte de suas responsabilidades como vereador.

Segundo Paulo, as casas de show mencionadas já haviam sido fiscalizadas e multadas por irregularidades anteriormente, antes mesmo dessas investigações. Isso sugere que os problemas podem não estar diretamente relacionados à sua atuação.

“Jamais exerci qualquer poder de influência na liberação de eventos, pois essa não é uma atribuição do meu cargo. Lembro que as casas de show citadas passaram por diversas fiscalizações e foram até mesmo autuadas anteriormente”, declarou.

A Polícia Civil mencionou a necessidade de mais informações sobre o envolvimento de Paulo Henrique. Ou seja, ainda não há uma conclusão definitiva sobre sua participação nos fatos.

Já no caso de Rodrigo Leal, servidor da Câmara de Vereadores, há indícios mais concretos de movimentação financeira incompatível com sua renda declarada, o que resultou em sua demissão da função de cerimonial.

É importante aguardar o andamento das investigações para obter conclusões mais precisas sobre o grau de envolvimento de cada um deles. No momento, as informações disponíveis apontam para situações distintas entre o vereador e o promotor de eventos, mas sem julgamentos precipitados, a apuração dos fatos deve seguir seu curso normal.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *