Tribunal de Justiça promove capacitação para menores infratores com foco na ressocialização

Tribunal de Justiça promove capacitação para menores infratores com foco na ressocialização

O programa intitulado “Empreendedorismo para Jovens em Conflito com a Lei” foi organizado pela Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) em colaboração com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O objetivo dessa iniciativa foi capacitar as jovens e oferecer oportunidades para sua reintegração social e melhoria de empregabilidade.

Durante o curso, realizado nas instalações da Escola dos Servidores do Poder Judiciário em Cuiabá, as adolescentes tiveram a oportunidade de aprender técnicas de aplicação de cílios. Wanderléia da Silva Dias, responsável pela CIJ, ressaltou a importância da capacitação para a reinserção das jovens na sociedade e destacou o papel fundamental do Senac nesse processo. A ação também se baseou no programa “Fazendo Justiça” do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O objetivo principal da capacitação foi proporcionar independência financeira às jovens, preparando-as para o mercado de trabalho. A parceria entre o Poder Judiciário e o Poder Executivo foi enfatizada como um elemento-chave para o desenvolvimento dessas ações.

Algumas das jovens participantes expressaram sua gratidão pela oportunidade de aprendizado e enfatizaram a importância dos cursos para adquirir habilidades profissionais e melhorar suas perspectivas de emprego. Elas demonstraram entusiasmo em adquirir novos conhecimentos e acreditam que essas oportunidades de capacitação podem abrir portas para um futuro melhor.

Djalma Oliveira, assistente pedagógico do Senac, ressaltou a importância da parceria com a CIJ para o futuro das jovens, visando sua reintegração na sociedade e o desenvolvimento de suas carreiras profissionais.

A instrutora do curso, Andréa Martins dos Santos, ensinou às jovens a técnica de aplicação de cílios conhecida como “look francês”. Ela destacou a importância de ensinar sobre o atendimento ao cliente, o uso adequado dos materiais e a higiene durante o processo. A instrutora elogiou a dedicação das jovens e acredita que elas se tornarão profissionais de sucesso.

Essa iniciativa do TJMT em parceria com instituições de ensino e capacitação profissional faz parte de um conjunto de ações voltadas para a reintegração social e o desenvolvimento pessoal de jovens em conflito com a lei. O Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece medidas socioeducativas com o objetivo de educar e reintegrar esses jovens, oferecendo-lhes oportunidades de capacitação e qualificação profissional. É importante mencionar que os nomes das jovens mencionadas no texto são fictícios para preservar suas identidades.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *