Moraes estabelece prazo para diligências sobre Monark

Moraes estabelece prazo para diligências sobre Monark

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), acatou a solicitação do procurador-geral da República, Paulo Gonet, e determinou que a Polícia Federal realize novas diligências no âmbito do inquérito que investiga o suposto crime de desobediência atribuído ao influenciador Bruno Aiub, conhecido como Monark. A corporação terá um prazo de 30 dias para conduzir as investigações. Posteriormente, o Ministério Público Federal terá um prazo de 15 dias para decidir se apresentará ou não uma denúncia contra Monark.

Além disso, Moraes também ordenou a inclusão no inquérito dos documentos solicitados pela PGR, que incluem as decisões que resultaram no bloqueio dos canais e perfis de Monark, os ofícios emitidos pela Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação do Tribunal Superior Eleitoral e os depoimentos prestados por Monark à Polícia Federal. Gonet ressaltou que Monark tem desobedecido de forma reiterada uma decisão judicial que determinou a suspensão da divulgação de notícias falsas.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *