Levantamento da Saúde aponta fila zerada e economia aos cofres públicos de Cuiabá

Levantamento da Saúde aponta fila zerada e economia aos cofres públicos de Cuiabá

Secretaria Municipal de Saúde também convocou concursados [Foto – Luiz Alves]

A administração da saúde pública em Cuiabá, conduzida pela Secretaria Municipal de Saúde e pela Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP), encerrou o mês de abril com uma série de realizações que evidenciam a implementação de boas práticas na nova gestão, que iniciou em janeiro deste ano, após o período de intervenção do Governo do Estado (março a dezembro de 2023).

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, destacou que, mesmo diante do cenário desafiador da calamidade pública, o trabalho realizado até o momento tem sido significativo e positivo, corrigindo as falhas deixadas pela gestão anterior. Ele enfatizou que essas iniciativas beneficiam não apenas a população de Cuiabá, mas também os residentes dos 140 municípios atendidos pela capital.

Além disso, o prefeito anunciou a contratação de 29 novos médicos por meio de um processo emergencial, visando fortalecer o atendimento na rede municipal. Ele ressaltou o compromisso contínuo com o cuidado e bem-estar das pessoas.

No âmbito da Secretaria Municipal de Saúde, foram convocados e empossados 485 novos servidores aprovados em concurso público. Esse concurso, realizado em 2022/2023, foi o maior desde 2014 na área da saúde, oferecendo um total de 2.162 vagas. A gestão também criou seis novos cargos, ampliando assim as oportunidades de emprego na área da saúde.

Outra medida importante foi a regularização dos pagamentos aos hospitais filantrópicos, em acordo com o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT), evitando atrasos e garantindo o funcionamento adequado dessas instituições.

Além disso, o prefeito determinou o fim de um contrato suspeito firmado entre o Gabinete de Intervenção e a empresa Medtrauma Medicina Especializada, resultando em economia para os cofres públicos. A decisão foi baseada em um relatório de auditoria da Controladoria Geral do Município (CGM), que identificou irregularidades e sobrepreço significativo.

Outras iniciativas incluíram a entrega de motos para agentes comunitários de saúde, a redução da fila de procedimentos na Central de Regulação da SMS e a inauguração do 2º Espaço de Acolhimento da Mulher na UPA Verdão, visando oferecer suporte às mulheres vítimas de violência doméstica.

Além disso, foi assinado um convênio com a UFMT para capacitar servidores e oferecer residência médica a estudantes, fortalecendo a qualificação profissional e a oferta de serviços de saúde no município. Este acordo de cooperação técnica, denominado Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde (COAPS), tem duração de cinco anos e visa integrar e melhorar as ações e os serviços de saúde no âmbito do SUS.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *