Ibama garantiu liberação de obra na MT-251, afirma deputado Valdir Barranco após reunião

Ibama garantiu liberação de obra na MT-251, afirma deputado Valdir Barranco após reunião

O deputado estadual pelo PT em Mato Grosso, Valdir Barranco, afirmou que o presidente do Ibama, Rodrigo Agostinho, garantiu que emitirá as licenças ambientais necessárias para iniciar as obras no Portão do Inferno, localizado em Chapada dos Guimarães. Inicialmente, o órgão federal havia solicitado ao Estado mais 30 dias para concluir a análise do projeto da obra e prometeu fornecer sua resposta após esse prazo.

Segundo Barranco, durante a cerimônia de assinatura dos desembargos ambientais de assentamentos na AGU, em Brasília, ele teve a oportunidade de conversar com o presidente do Ibama. Agostinho acabara de sair de uma reunião com representantes do Governo do Estado e afirmou tranquilamente que “Nós vamos conceder a licença, apenas pedimos um prazo de 30 dias para analisar corretamente os novos documentos apresentados pela Sinfra”.

O deputado disse que saiu da reunião bastante convencido de que a licença seria concedida conforme proposto.

O projeto em questão visa recuperar o Portão do Inferno em Chapada dos Guimarães, resolvendo os problemas de deslizamentos de terra no local. Envolve a remoção completa do maciço, uma intervenção significativa, mas necessária devido à instabilidade do terreno.

É importante que o Ibama conduza essa análise adicional com rigor, para garantir que todos os impactos ambientais sejam devidamente avaliados e mitigados. No entanto, parece positivo que o órgão já tenha sinalizado a concessão da licença, o que deve permitir que as obras iniciem em breve, conforme o cronograma de 120 dias previsto para a empresa contratada.

O projeto será uma resposta adequada aos problemas recorrentes no Portão do Inferno, desde que a análise ambiental e a execução das obras sejam feitas com a devida cautela.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *