Hulk critica árbitro após empate em clássico na final do Mineiro: ‘Boçal’

Hulk critica árbitro após empate em clássico na final do Mineiro: ‘Boçal’

O atacante Hulk, líder do time Atlético-MG, expressou sua insatisfação com a conduta do árbitro Felipe Fernandes de Lima durante o clássico contra o Cruzeiro, no último sábado, que marcou o primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro. O experiente jogador fez críticas à postura do juiz e o chamou de “arrogante”. “O goleiro Everson foi conversar com ele lá: ‘senhor, você deu nove minutos de acréscimo’. Ele respondeu: ‘no segundo tempo vou dar 12, 15!’. Isso não pode ser assim. É preciso saber ouvir. Eu acredito que a humildade deve vir em primeiro lugar. Ele não pode ser tão arrogante assim. Como posso cumprir meu papel como capitão em campo?”, reclamou o atacante.

Hulk ficou particularmente descontente com o cartão amarelo que recebeu. “Ele me deu o amarelo apenas porque eu fiz esse gesto (fazendo um gesto com as mãos) e eu disse que não foi falta. Eu disse: ‘poxa, senhor, qual jogador concorda com o árbitro quando ele marca falta? Todo mundo vai dizer que não foi falta e você vai punir todo mundo? Por que me punir, então?’. Ele ficou em silêncio. Isso já é demais. Os árbitros têm microfone e fone de ouvido, tudo o que dizemos durante o jogo, as pessoas conseguem ouvir. É só pegar (as gravações) e me dizer em que momento eu desrespeitei. Em qual momento do jogo ele teve motivo para me dar o cartão amarelo? É uma piada, né?”

O capitão da equipe do Atlético também reclamou da falta de diálogo com Felipe Fernandes de Lima ao longo do clássico. “Não estou reclamando dos árbitros, cara. Eu mencionei isso no jogo contra o América, não só eu, mas os outros trinta jogadores que estavam lá. Humildade, pare com a arrogância. Tentamos conversar com os árbitros, e eles pensam que são superiores a todos. A CBF nos reuniu e pediu para os capitães conversarem com os árbitros, para estabelecer uma relação. Tentamos conversar com os árbitros e eles nos ignoram. Que autoridade eu terei? Para que estou usando a braçadeira se, quando tento conversar com ele, ele me ignora? Isso é respeito?”, questionou. Após o final da partida, Hulk trocou algumas palavras breves com o árbitro no túnel de entrada para os vestiários. As câmeras de TV registraram o momento, mas não captaram o áudio da rápida conversa. O primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro terminou empatado em 2 a 2, mas teve um gosto de derrota para o Atlético, que abriu uma vantagem de 2 a 0 no primeiro tempo e parecia estar caminhando para uma vitória tranquila. No entanto, o Cruzeiro reagiu no segundo tempo, dominou a etapa final e buscou o empate, deixando o título em aberto para o segundo jogo da final, que acontecerá no próximo domingo, no estádio Mineirão.

VEJA TAMBÉM O VÍDEO ABAIXO

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *