Governo de MT aplicou R$ 478 milhões em multas por crimes ambientais de janeiro a abril

Governo de MT aplicou R$ 478 milhões em multas por crimes ambientais de janeiro a abril

Entre janeiro e abril de 2024, o Governo do Estado de Mato Grosso realizou 142 operações de fiscalização ambiental, resultando em R$ 478 milhões em multas. A maior parte desse valor, R$ 314,2 milhões, foi aplicada no bioma amazônico, com foco principal em desmatamentos e queimadas ilegais.

As equipes de fiscalização embargaram 83 mil hectares de áreas desmatadas de forma ilegal. Nesse período, a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) atendeu a 1.413 alertas de desmatamento e emitiu 1.401 autos de infração.

O Estado atuou com tolerância zero contra os crimes ambientais, por meio de ações integradas da Sema, Polícia Militar e Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental. O investimento em tecnologia de monitoramento por satélite em tempo real aprimorou a resposta e a responsabilização dos infratores.

Foram apreendidos diversos equipamentos utilizados em atividades ilegais, como tratores, caminhões, motosserras e balsas. As autuações foram realizadas tanto remotamente quanto presencialmente, sendo as principais infrações relacionadas à supressão irregular da vegetação, desmatamento ilegal, empreendimentos sem licença e exploração seletiva.

Além da Superintendência de Fiscalização, as Diretorias de Unidades Desconcentradas da Sema também coordenaram operações contra crimes ambientais em todo o estado.

A Operação Amazônia, coordenada pela Sema em parceria com órgãos estaduais e federais, contou com investimento de R$ 74,5 milhões do Governo do Estado para o combate aos crimes ambientais em Mato Grosso ao longo de 2024. Desde 2019, mais de R$ 314,5 milhões foram destinados a essa finalidade.

As denúncias de crimes ambientais podem ser feitas à Ouvidoria Setorial da Sema ou diretamente à Polícia Militar.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *