Cooperativa de Mato Grosso emite declaração negando repasses ilícitos em investigação policial

Cooperativa de Mato Grosso emite declaração negando repasses ilícitos em investigação policial
A cooperativa da região de Peixoto de Azevedo, no estado de Mato Grosso, emitiu uma declaração negando qualquer envolvimento em repasses financeiros ilegais a um delegado local. Essa declaração foi uma resposta a alegações feitas durante uma operação policial que investiga supostas atividades criminosas na delegacia da cidade.Segundo a cooperativa, eles regularmente transferem recursos financeiros para o Conselho de Segurança Pública da região, e não para indivíduos específicos. Esses fundos são destinados a auxiliar nas despesas operacionais da delegacia, como a compra de suprimentos básicos.

Embora essa cooperação financeira seja uma prática regular, ela foi mencionada durante as investigações, o que gerou questionamentos sobre sua legalidade. A cooperativa afirma que seus repasses são feitos de maneira oficial e transparente, com o objetivo de contribuir para a manutenção das atividades policiais na região.

A cooperativa negou categoricamente qualquer envolvimento em repasses financeiros ilegais e reforçou que seus repasses para o Conselho de Segurança Pública são legais e destinados a apoiar as operações da delegacia local. A investigação em andamento parece se concentrar na legalidade dessa colaboração financeira entre a cooperativa e o Conselho de Segurança Pública.

-

Redação: radiocuiabanafm.com.br

Clique abaixo e leia também

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *